REPARAÇÃO DO DANO CAUSADO PELO BANCO SANTANDER

Petição dirigida ao banco Santander

 

REPARAÇÃO DO DANO CAUSADO PELO BANCO SANTANDER

020.000
  12.705
 
12.705 pessoas já assinaram esta petição. Ajude-nos a conseguir 20.000 assinaturas.

REPARAÇÃO DO DANO CAUSADO PELO BANCO SANTANDER

A forte reação à criminosa exposição Queermuseu (criminosa por violar o art. 208 do Código Penal) fez com que o banco Santander, acuado, a cancelasse.

As reações foram as mais diversas: quase 70.000 e-mails foram enviados ao banco por meio da petição que fizemos; os nossos amigos do Centro Dom Bosco promoveram ações de negativação da página do Santander Cultural no Facebook e instaram os clientes a cancelar suas contas; temos notícia de que pelo menos uma pessoa protocolou queixa-crime contra o curador da exposição.

Após o cancelamento, o banco disse que tem a intenção de “devolver os 800.000 captados via Lei Rouanet para a realização da exposição”.

Além de os responsáveis terem de responder na justiça pelo crime cometido, têm também de repará-lo. Uma das possibilidades é reverter o dinheiro captado para instituições sérias que trabalham em defesa dos cristãos perseguidos em diversas partes do mundo. Duas delas são a Ajuda à Igreja que Sofre e a Missão Portas Abertas.

Assine a petição para enviar um e-mail ao Santander Cultural e dizer que, além de se retratar publicamente, devem reparar os danos causados e ajudar os cristãos perseguidos em diversos países ao redor do mundo. A mensagem a ser enviada também deixa claro que eles devem desistir da ideia de levar a exposição criminosa a Belo Horizonte.

Você também pode copiar a mensaem ao lado e enviá-la por meio do canal de atendimento do banco. Basta clicar neste link: https://www.santander.com.br/portal/wps/script/templates/GCMRequest.do?page=8135, selecionar "Institucional" e enviar a mensagem.

+ Letter to:

Assine esta petição agora!

 
Please enter your first name
Please enter your last name
Please enter your email
Please enter your country
Please enter your zip code
Ao assinar você aceita os termos de uso da CitizenGO e sua política de privacidade, e aceita receber mensagens de e-mail sobre nossas campanhas. Você pode cancelar seu cadastro na lista a qualquer momento.

Reparação imediata do crime cometido na exposição Queermuseu

Foi noticiado que, em razão do cancelamento da exposição Queermuseu, o banco pretende devolver à Receita Federal os 800.000 captados para realizar a mostra.

Um dos alvos da exposição foi o cristianismo. No Brasil, o art. 208 do Código Penal estabelece que o vilipêndio a objeto de culto é crime.

Além de responder penalmente, o banco tem de reparar imediatamente o crime cometido (violação do artigo 208 do Código Penal). Uma forma de fazê-lo é doar 800.000 para ajudar instituições sérias que prestam apoio aos cristãos perseguidos em diversos países do mundo (a Ajuda à Igreja que Sofre e a Missão Portas Abertas). Também podem doar para orfanatos e instituições que cuidam de crianças necessitadas.

Soube também que é possível que a exposição seja levada a Belo Horizonte. Como parte da reparação, o banco tem o dever de intervir para que isso não aconteça, ainda que não seja o responsável direto pela nova exibição das peças.

Atenciosamente,
[Seu nome]

REPARAÇÃO DO DANO CAUSADO PELO BANCO SANTANDER

Assine esta petição agora!

020.000
  12.705
 
12.705 pessoas já assinaram esta petição. Ajude-nos a conseguir 20.000 assinaturas.