Joana Belo

Portrait de Joana Belo
Joana Belo  

A situação das urgências obtétricas do Serviço Nacional de Saúde está cada vez mais grave e caótica. As mães estão a perder os seus bebés devido à ausência total de cuidados de saúde nas urgências, e a esquerda radical recusa-se a ceder às parcerias público-privadas. 

É chocante, mas infelizmente é verdade.

Enormes empresas multinacionais como a Amazon e a Apple estão a pagar aos seus colaboradores para abortar.

O Ministério Público quer que, os jovens que se encontram proibidos pelos pais de frequentar a disciplina de “Cidadania e Desenvolvimento” desde o ano letivo de 2018/2019, numa escola do Agrupamento Camilo Castelo Branco em Vila Nova de Famalicão, permaneçam sob a guarda da escola durante o horário escolar. 

URGENTE: o direito à vida está a ser atacado na Europa e temos menos de 5 horas para o defender!

Eis o que está a acontecer: após a vitória histórica pró-vida nos últimos dias com a queda da decisão Roe vs Wade nos EUA, o lobby pró-aborto entrou em pânico! 

 

O testemunho bombástico dos Executivos da Disney e o beijo lésbico no filme Lightyear confirmou o que muitos de nós já sabíamos há muito tempo: A Disney, hoje, é refém dos ativistas LGBTQ+ empenhados em corromper os nossos filhos através da doutrinação. 

A liberdade de expressão da voz Pro Vida está a ser colocada em causa e os defensores do Direito à Vida dos bebés que estão por nascer estão a ser censurados em Portugal. 

Como sabe, a decisão tomada pelo Supremo Tribunal dos Estados Unidos favoreceu o Direito à Vida, toranando a legislação do aborto uma questão individual de cada Estado. 

No passado dia 29 de Novembro de 2021, o Presidente da República decidiu, e muito bem, vetar a lei eutanásia. No entanto, a mesma volta a ser discutida na Assembleia da República no próximo dia 09 de Junho.

A liberdade de expressão na Europa está em grande perigo!

A 9 de Dezembro de 2021, a Comissão Europeia propôs alargar a lista de crimes da UE ao discurso do ódio e aos crimes de ódio.

A liberdade de expressão na Europa está em grande perigo!.

A 9 de Dezembro de 2021, a Comissão Europeia propôs alargar a lista de crimes da UE ao discurso do ódio e aos crimes de ódio.