A não demissão da Pietra Bertolazzi do Fundo Social do Governo de São Paulo

Petição dirigida a: Felipe Sabará- Presidente do Fundo Social do Governo de São Paulo

 

A não demissão da Pietra Bertolazzi do Fundo Social do Governo de São Paulo

0500
  480
 
480 pessoas já assinaram esta petição. Ajude-nos a conseguir 500 assinaturas.

A não demissão da Pietra Bertolazzi do Fundo Social do Governo de São Paulo

A esquerda brasileira continuamente está perseguindo os cidadãos de bem que posicionam-se a favor de valores conservadores.

Uma de suas estratégias é o terrorismo digital que ganha dimensões grotescas quando encontram um nome coerente que traga dados estatísticos evidenciando fatos que contraponha aos suas ideologias farsantes. Entãos os esquerdistas enfurecidos agarrados aferradamente a suas ideologias, dão então início ao assassinato de reputação através de campanhas difamatórias, invadindo e ameaçando não somente a reputação social, mas também o trabalho profissional de seus alvos.

Hoje a sua vítima é a paulistana Pietra Bertolazzi, 32 anos.

Pietra faz parte da diretoria do Fundo Social de SP, órgão do Governo, e há algum tempo vem sendo agredida e ameaçada pelos grupos feministas por se posicionar como conservadora cristã e defender o combate à violência como um todo, e não apenas a violência contra a mulher. Na primeira semana de Março de 2019, ela postou em sua página no Instagram dados estatísticos registrados no Mapa da Violência Nacional mostrando a drástica porcentagem de homens vítimas de homicídio, e enfatizando a ausência de leis em proteção a violência aos homens.

Inflamadas pelo ódio, o movimento feminista iniciou agressivamente a destilar a sua fúria, ventilando seu veneno contra Pietra através de meios de comunicação, inclusive fazendo um abaixo assinado em prol do afastamento dela de seu cargo no Fundo Social do Governo de São Paulo. 

O que essas feministas silenciam é que o trabalho que a Pietra faz a favor das mulheres é excepcional. Ela foi a primeira pessoa no governo de Sao Paulo a implementar cursos de capacitação nas penitenciárias femininas do município de São Paulo e age enfaticamente na inserção de mulheres no mercado de trabalho, gerando assim centenas de empregos e autonomia para as mesmas. 

“Sou a favor do ser humano e luto contra a violência independente do sexo, cor ou posição social” diz Pietra.

Pietra está sofrendo perseguição política e social por essas militantes feministas pelo simples fato de não se posicionar como uma delas.

Devemos mostrar nosso apoio nessa causa, pedindo a Felipe Sabará que a mantenha em sua posição política, e demonstrando ao movimento feminista que eles não irão calar os cidadãos de bem que lutam por uma sociedade mais justa.

  

 

Esta petição foi criada por um cidadão ou uma organização independente de CitizenGO. Por essa razão, CitizenGO não é responsável por seu conteúdo.
+ Letter to:

Assine esta petição agora!

 
Please enter your first name
Please enter your last name
Please enter your email
Please enter your country
Please enter your zip code
Por favor, escolha uma opção:
Procesamos seus dados pessoais de acordo com nossas Política de privacidade e nossos Termos de uso.Ao assinar você aceita os termos de uso da CitizenGO e sua política de privacidade, e aceita receber mensagens de e-mail sobre nossas campanhas. Você pode cancelar seu cadastro na lista a qualquer momento.

Petição dirigida a: Felipe Sabará- Presidente do Fundo Social do Governo de São Paulo

Pedimos que você não sucumba as pressões ideológicas anti-cristãs, portanto reiteramos a não demissão de Pietra Bertolazzi do Fundo Social do Governo de São Paulo.Que ela possa continuar executando o seu trabalho com toda a sua competência e brilhante profissionalismo em prol da população paulista.

 

Atenciosamente,
[Seu nome]

A não demissão da Pietra Bertolazzi do Fundo Social do Governo de São Paulo

Assine esta petição agora!

0500
  480
 
480 pessoas já assinaram esta petição. Ajude-nos a conseguir 500 assinaturas.