Não queremos ideologia de gênero no PME de Contagem

Diga não à ideologia de gênero no Plano Municipal de Educação de Contagem

 

Não queremos ideologia de gênero no PME de Contagem

vitoria!

Não queremos ideologia de gênero no PME de Contagem

Após um longo debate, o Congresso Nacional retirou a ideologia de gênero do Plano Nacional de Educação no dia 6 de abril de 2014. Os brasileiros, em sua grande maioria, já mostraram que não querem isso na educação dos seus filhos.

Queremos a redação sem gênero também no Plano Municipal de Educação de Contagem. Propomos, portanto, a erradicação de todas as formas de discriminação, sem a inclusão do termo “gênero”.

O que é a ideologia de gênero?

As expressões “gênero” ou “orientação sexual” referem-se a uma ideologia que procura encobrir o fato de que os seres humanos se dividem em dois sexos. Esta corrente ideológica afirma que as diferenças entre homem e mulher, além das evidentes implicações anatômicas, não correspondem a uma natureza fixa, mas são produtos de uma cultura de um país ou de uma época. Assim, as pessoas que adotam o termo gênero insistem na necessidade de “desconstruir” a família, o matrimônio e a maternidade e, deste modo, fomentam um “estilo de vida” que incentiva todas as formas de experimentação sexual desde a mais tenra idade.

Negar a biologia e a psicologia é negar a ciência! A escola deve ter compromisso com a verdade, fomentando o conhecimento da realidade e não doutrinando os alunos com ideologias.

Além disso, o papel da educação deveria ser o de fomentar o conhecimento da realidade, não a sua desconstrução ou a neutralização das características psicológicas e biológicas dos meninos e das meninas. Devemos ensinar os nossos filhos a respeitar as pessoas, independentemente do sexo, raça, condição social, etc., mas isso não quer dizer confundi-los com uma ideologia como esta.

Com efeito, o termo “gênero”, empregado para designar as categorias de pessoas submetidas às diretrizes do PME, é impreciso, ambíguo, de forte conteúdo ideológico, passível de indesejados e ilegais alargamentos no âmbito de sua incidência, aplicação.

Está sendo votado na Câmara Municipal de Contagem o Plano Municipal de Educação que, em sua atual redação contém as seguintes diretrizes:

“8.2. Garantir e fortalecer as discussões de gênero, sexualidade e diversidade sexual, por meio de programas já existentes e outros, considerando as Diretrizes para o trabalho com as temáticas de Gênero, Sexualidade e Diversidade Sexual no Município de Contagem.”

“8.7. Estimular a criação e a distribuição de materiais didáticos relacionados às temáticas de gênero, sexualidade, diversidade religiosa e diversidade sexual, em parceria dos governos municipal, estadual e federal, além da iniciativa privada e movimentos sociais”

“8.8. Garantir o cumprimento das Resoluções municipal e federal, que dispõe sobre os parâmetros para inclusão do nome social Travestis, Transexuais nos Registros das escolas e/ou projetos Programas de Jornada complementar/integral do Sistema Municipal de Ensino.”

“8.9. Incentivar e consolidar a elaboração de projetos em consonância com o Projeto Político Pedagógico (PPP) das escolas, com base nas Diretrizes municipais sobre gênero, sexualidade e diversidade sexual tendo em vista materialidade específica e a formação continuada.”

“8.13. Iniciar gradativamente a partir da Educação Infantil, a erradicação do critério gênero como forma de classificação, agrupamento ou seleção das crianças nas atividades pedagógicas, recreativas, organização dos espaços e no setor burocrático, exceto em condições especiais justificadas e com orientação especializada.”

“8.17. Fomentar a intersetorialidade como forma de desenvolver políticas públicas para as juventudes, considerando a diversidade étnico-racial, de gênero, sexualidade, diversidade religiosa e diversidade sexual.”

“8.26. Construir práticas educativas e ações de intervenções disciplinares ou transdisciplinares que promovam a desnaturalização do binarismo de gênero e sexo, problematizando a noção de heteronormatividade da sociedade como força reprodutora da violência e da homofobia.”  

Portanto, é URGENTE que mostremos novamente que NÃO queremos a ideologia do gênero na educação de nossos filhos.

Diga NÃO à ideologia de Gênero no Plano Municipal de Educação!

+ Letter to:

This petition is ...

Vitória!

Não quero a ideologia de gênero no PME de Contagem

Prezado vereador,

Após um longo debate, o Congresso Nacional retirou a ideologia de gênero do Plano Nacional de Educação no dia 6 de abril de 2014. Os brasileiros, em sua grande maioria, já mostraram que não querem isso na educação dos seus filhos.

Por isso pedimos que retire do Plano Municipal de Educação de Contagem qualquer menção a ‘gênero’, ‘orientação sexual’ e 'opção sexual', atentando especialmente para a meta 8 e suas estratégias 8.2, 8.5, 8.7, 8.8, 8.9, 8.13, 8.17 e 8.26.

O que é a ideologia de gênero?

As expressões “gênero” ou “orientação sexual” referem-se a uma ideologia que procura encobrir o fato de que os seres humanos se dividem em dois sexos. Esta corrente ideológica afirma que as diferenças entre homem e mulher, além das evidentes implicações anatômicas, não correspondem a uma natureza fixa, mas são produtos de uma cultura de um país ou de uma época. Assim, as pessoas que adotam o termo gênero insistem na necessidade de “desconstruir” a família, o matrimônio e a maternidade e, deste modo, fomentam um “estilo de vida” que incentiva todas as formas de experimentação sexual desde a mais tenra idade.

Nós brasileiros não queremos a ideologia de gênero na educação de nossos filhos.

Atenciosamente,
[Seu nome]

Não queremos ideologia de gênero no PME de Contagem

Assine esta petição agora!